sábado, 28 de maio de 2016

Tenho uma rosa cravada no peito seus espinhos mal me deixam respirar. Sei que seu aperto é fatal mas mais vale morrer todos os dias do que me deitar sem o teu perfume.

 Rodrigo Dias

Sem comentários:

Enviar um comentário